Série de fotografias literárias conta histórias de pessoas a partir de seus livros favoritos

Com o objetivo de gerar empatia, História Além da Capa traz relatos de todo o Brasil

 

Gerar empatia. Este é o objetivo do projeto História Além da Capa, uma série de fotografias que conta histórias de pessoas através de seus livros prediletos. A página no Facebook apresenta relatos de todo o Brasil, dando foco também à histórias que pouca gente quer escutar, como a de um morador de rua, uma idosa e um deficiente visual, todas com um ponto forte em comum: a paixão pela leitura. O projeto é semanal e não tem como objetivo os fins lucrativos, mas deve se tornar um livro em breve, distribuído para os participantes e quem quiser apoiar no processo de crowdfunding.

Desenvolvida pelo publicitário Bruno Lacerda e pelo fotógrafo Ricardo Wolf, a página publica uma foto do entrevistado junto ao seu livro predileto e mostra como a história de vida dessa pessoa se relaciona com o enredo das páginas. O projeto surgiu de uma percepção de falta de empatia no mundo. Segundo os autores, é raro que alguém pare para ouvir o que as outras pessoas estão falando, principalmente se for uma história de vida.

“Quando você se propõe a ouvir a história de alguém, seja qual for a sua motivação, você automaticamente exerce sua empatia. Então, se a pessoa se propõe a ler, nem que seja uma postagem no Facebook ou uma página de livro com um relato de outra, creio que já estamos gerando mais empatia”, explica Bruno Lacerda.

A ideia de ter um livro como objeto central do ensaio fotográfico se deu pela visão de que ele conversa com seu leitor, mexe com seu emocional. Sendo assim, um livro é eleito como favorito não apenas por seu enredo, mas porque aquela publicação faz parte da história do leitor, ajuda a construir sua personalidade. Sendo assim, História Além da Capa conta histórias reais baseadas nos livros escolhidos.

E estas histórias são contadas por pessoas de todo o país. O projeto teve início no Rio de Janeiro, mas já possui relatos de diversas cidades, como São Paulo, Uberlândia e Fortaleza, estreitando as barreiras de território. Mas ele não se resume apenas aos amigos dos autores. Qualquer um que queira relatar sua história e fotografar com seu livro pode solicitar a participação através do email historia@alemdacapa.com.

Um dos pontos fortes do projeto também é a desconstrução de preconceitos, ou seja, não julgar nem livro e nem pessoas pela capa. Para isso, buscam histórias de leitores que não costumam ser ouvidos, como um morador de rua e um deficiente visual, por exemplo.

Para o fotógrafo Ricardo Wolf, a fotografia é fundamental para contar os relatos, já que tem o poder de sintetizar as histórias de vida em uma só imagem: “A fotografia conta muitas histórias porque é a materialização de tudo. O visual define o que está sendo dito”, conta.

Formada por cores vivas, a identidade visual do História Além da Capa foi elaborada para transparecer o verdadeiro. Ter fotografias tão reais quanto a história de quem está contando é uma forte preocupação dos desenvolvedores. “Nosso objetivo é desenvolver um projeto que seja verdadeiro: histórias verdadeiras, pessoas verdadeiras e imagens verdadeiras”, conta Bruno Lacerda.

 

Clique aqui e fale conosco.

Download do Release